Uma loja do McDonald’s localizada na zona Sul de São Paulo passou por maus bocados no dia de hoje.  A Polícia Civil encontrou cerca de 500 hambúrgueres com prazo de validade vencido dentro de uma câmara frigorífica. O gerente foi preso por crime contra a saúde pública. Pagou fiança e foi liberado. A lanchonete continuou funcionando normalmente. O McDonald’s fala em “sabotagem de algum ex-funcionário”

Não é a primeira vez o McDonald’s sofre um arranhão daqueles em sua imagem. Várias lendas já foram criadas em torno da rede. O caso mais clássico é o da carne de minhoca. Nos anos 70, o programa de TV “60 Minutes”, dos EUA, chegou a insinuar que o McDonald’s misturava minhoca na carne utilizada para fazer os hambúrgueres. As vendas caíram 30%.  Por causa desse boato, até hoje os sanduíches vêm embalados em caixinhas com a inscrição: “carne 100% bovina”.

Apenas em 1992 a empresa resolveu desmentir o boato publicamente, e de uma forma bem curiosa.  Alegou que a carne de minhoca seria cinco vezes mais cara que a de vaca e, portanto, não haveria sentido fazer essa mistura no hambúrguer. Questão de economia…

Há também a história da cabeça de galinha encontrada numa caixinha de nuggets. A imagem ao lado circulou pelas caixas de e-mails do mundo inteiro: uma mulher norte-americana teria levado os filhos, de 6 e 8 anos, a uma lanchonete do McDonald’s e recebeu um brinde, digamos, especial com a refeição. Ela teria pedido 100 mil dólares de indenização. Como a carne e os restos de frango que servem de base dos nuggets é triturada, a tal foto só podia ser mentirosa.

Outro problema para a imagem empresa dos arcos dourados foi o filme “Super Size Me – A Dieta do Palhaço” (2004). O cineasta Morgan Spurlock fez um documentário relatando sua experiência de passar um mês inteiro comendo apenas produtos do McDonald’s. Antes do filme, obesos dos Estados Unidos já haviam entrado com ações judiciais responsabilizando a rede de alimentos por seu sobrepeso. O filme abalou as bases da rede. O resultado é que o magricela Ronald  entrou de dieta forçada: saladas, frutas e até água de coco entraram no cardápio.

  • Share/Bookmark